sexta-feira, 6 de março de 2009

Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)

O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB), também conhecido como Transtorno Bipolar do Humor ou ainda Psicose Maníaco Depressiva, é uma doença ou um distúrbio do humor.
Na idade média era disgnosticado como possessão demoníaca e ainda nos dias atuais é tratada algumas vezes como tal por pessoas desisnformadas, pela igreja católica e por várias igrejas evangélicas, que usam deste 'artifício' para amendrontar os fiéis ignorantes e promover espetáculos durante os cultos.

Este distúrbio afeta diretamente o estado emocional das pessoas.
Normalmente ficamos felizes ou tristes de acordo com estimulos externos, e essas sensações têm intensidade e duração de acordo com o estímulo, mas a mente das pessoas com transtorno afetivo bipolar não gera as sensações de acordo com estímulos externos mas sim aleatóriamente, ou seja, sem a necessidade de que algo positivo tenha acontecido a pessoa pode ter um surto de alegria incontrolável, ou contrariamente, ter um surto de tristeza ou depressão que pode até mesmo levar ao suicídio.
Além disso, essa doença afeta a maneira como a pessoa 'percebe' as coisas, ou seja, pode provocar alucinações e alterar a personalidade da pessoa atingida, fazendo com que ela deixe de se importar com a 'imagem' que os outros terão dela. Por este motivo também TAB costumava (costuma) ser interpretado como uma 'possessão', por quê as próprias feições e modo de falar da pessoa mudam.
Pessoas com TAB têm dificuldade para manter laços de amizade, relacionamentos e até mesmo empregos, e por falta de diagnóstico e tratamento isso pode afetar drasticamente a vida de uma pessoa irreversivelmente.
É uma doença incurável, que pode ser controlada com medicamentos  à base de carbonato de lítio (conhecidos como estabilizadores de humor) que deverão ser utilizados por toda a vida.

Ou seja, se você tem algum parente ou amigo que tem esse tipo de comportamento, antes de chamar um padre ou um pastor, consulte um psiquiátra.

Postar um comentário