terça-feira, 10 de julho de 2007

A armadilha


Estava andando pela cidade quando me ocorreu a seguinte "parábola".

Este mundo é uma armadilha.
Uma ilusão criada para nos entreter, como um jogo.
Imagine-se por um momento na seguinte situação:
Você vai dormir, na sua casa, na sua cama, como faz todos os dias.
E de repente você acorda em um bote, em um rio com uma forte correnteza que termina em um grande desfiladeiro.
Você olha para os lados e vê que tem outras pessoas na mesma situação que você, mas eles estão remando contra a corrente.
Então você percebe que no seu bote também tem remos, e você começa a remar.
O barulho da grande queda d'água é ensurdecedor, impossibilitando qualquer tipo de conversa entre você e os demais.
Você rema, rema, mas a corrente é muito forte, então você não pode parar e continua remando e remando.
Você passa muito tempo remando, e nem se dá conta de que nada disso faz sentido.
Você não pode parar para pensar, então nem percebe que um dia foi dormir na sua cama e acordou naquele rio.
Tudo o que você pensa é em remar, remar e remar...

Assim é esse mundo...
Nada disso faz sentido, mas nós precisamos estudar, trabalhar e nem sabemos porque!
Não queremos morrer, pois tememos a morte, mas não sabemos porque!
Não sabemos o que nos espera depois do desfiladeiro...


Assinar com Bloglines
Postar um comentário